Posts Tagged ‘pobre criança que escreve’

Amores Impossíveis

Posted: 2014.Janeiro.16. in Sem categoria
Etiquetas:, , , , , ,

Um poema que eu fiz no ensino médio. É bonitinho.

Por não poder te alcançar

Eu canto esta canção

Mostrando-lhe o que sente

Este meu louco coração

Se um dia olhar

Para o pálido brilho do luar,

Também estarei,

Esperando te encontrar

Uma lágrima cai

O céu está chorando

Não, olhe novamente

A Lua está em prantos

Um amor impossível,

O equilíbrio dos opostos

Como o Sol e Lua

Como eu e você

Um amor impossível

O equilíbrio dos opostos

Como o fogo e o gelo

Como o pecado e o prazer

Se uma vez mais

Uma lágrima cair

Será porque te encontrei

A Lua irá sorrir

Anúncios

Hello!

Posted: 2012.Junho.15. in Random Thoughts
Etiquetas:,

Olá, meus queridos leitores! Sim, ainda estou vivo!

Muitas coisas aconteceram esse começo de ano. Muitas coisas boas!

Hm…sabem quem eu não vejo faz t–

Finalmente você resolveu aparecer por aqui! Você deveria sofrer uma punição por toda a eternidade por abandonar esse lugar por tanto tempo!

Mas nem faz tanto tempo assim, MIROTIC…

NÃO FAZ TANTO TEMPO?!? VOCÊ SABE POR QUANTO TEMPO EU FIQUEI TRANCAFIADO NESSA SALA? 

Que…sala?

Que s…COMO ASSIM QUE SALA??? ESSA ONDE NÓS ESTAMOS!!! Toda vez que você sai, as portas são misteriosamente trancadas e eu não posso sair!!!

Ah…então é por isso? Eu achava que você simplesmente gostava de ficar aqui. Mals ae hehe…

Mals ae? MALS AE???? É só isso que você tem a me dizer? Não sentiu nem um pouco minha falta? Hã? HÃÃÃÃÃÃÃ???

Você se sentiu solitário?

…talvez…um pouco…

…que é?

Você quer um abraço?

Não.

Eu sei que você quer.

Não se atreva a encostar em mim!!!

Por que você tá correndo? Let me love you!

NÃO ME TOCA, CRIATURA DAS PROFUNDEZAS!!!!!

Onde eu estava? Ah, sim! Tem um novo post! Finalmente! Ae!

ME SOLTAAAAA!!!

E…bom, esperem por mais posts, contos, histórias, intrevistas e blas.

Jya ne~!

EU JURO QUE SE VOCÊ NÃO ME SOLTAR NESSE EXATO MOMENTO EU VOU ARRANCAR SEU–

-Fim de transmissão-

AD: Então, hoje vou fazer diferente. Vou fazer uma intrevista…

MIROTIC: Mas tu é leso, mesmo. ENtrevista, não IN!

AD: As pessoas erram. Você não porque é subconsciente (da pobre criança que escreve)…Droga!

M: Sou superior! (sorri bizarramente)

AD: Calado! Vamos começar logo essa joça…

—————————————————————————————————-

1• Como você nasceu?

M: Nasci dos pensamentos perturbados desse cara aqui.

AD: Perturbados? Como assim?

M: Mimimi? Mimimi?

2• Do que você gosta?

M: Não é do AD, com certeza.

AD: Ei!

3• Do que você não gosta?

M: Do AD! (sorri)

AD: Isso não é justo! Eu não tenho tempo de resp–

4• Qual seu hobby?

M: Enquanto não estou fazendo o AD sofrer, gosto de ler.

AD: Isso é mentira!

M: Sou subconsciente da pobre criança que escreve. Se ele lê, eu também leio, DUH! Até que você lê coisas legais.

Ah, obrigado.

M: É sim, tô impressionado. Você–

AD: Ei! Pobre garoto que escreve! A entrevista?

5•Se você fos–

AD: EI! Agora que eu notei! Você puxou papo só pra eu não responder?

M: Impressão sua, impressão sua. Agora deixa a pobre criança que escreve perguntar.

5•Se você fosse um animal, qual seria?

M: Um…

AD: Pinguim! Ahá, falei antes de você!

M: Pinguim? Que coisa mais tosca. Você sabe que os pinguins não sabem sapatear, né?

AD: O qu…É claro que sei!(abaixa a voz)

M: Tá certo (affff). Eu seria um–

6• Que d–

M: Ei! Qualé? Tá tirano uma com a minha cara, é? Tu me corto, maluco!!!

AD: Bem feito!

M: Mimiiii! Seu bebezão!

AD: CUMÉQUIÉ?!

(começam a brigar)

6• “Que dia mais belo faz hoje!”. Passe essa frase para o discurso indireto.

M: O quê? (preparado para socar AD)

AD: Isso não é pergunta de intrevista!!! (preparando-se para levar o soco)

M: EN, criatura! EN!

Então para o direto.

AD: Mas…como…a pergunta…

M: 42!!!

AD: O quê?

M: Maus aê. Me empolguei demais…

7•O que é 42?

M: Isso é confidencial.

AD: Finalmente uma pergunta que a pobre criança que escreve não sabe!!!

Eu sei o que é, seus mongos! Mas o povo que lê pode não saber!!!

AD & M: Aaaaaaaaaaaaaaah…

M: 42 é–

AD: 42 é a resposta para a pergunta fundamental sobre a vida, o universo e tudo mais. Na sua cara!

M: Dude, isso não é uma competição, sabia?

AD: Gomen…

8• Como está o tempo?

AD: Um pouco nublado, sem chuva, mas parece que–

M: Cara, é só olhar para o céu, não descrever científicamente.

AD: calado…

M: Do meu lado tá o maior sol! Tô na boa, tô na praia.

AD: Praia? Onde tem–

9• Música preferida?

AD: Surrender, de minha autoria.

M: Die, you damn stupid Dreamer, die!, de minha autoria.

10• Por que você, Mirotic, não gosta do AD?

M: Porque ele é um leso que não presta pra nada e…bem, basicamente é isso. Claro que tem muitos outros fatores, mas isso levaria muito tempo pra ser explicado.

11• AD, 5 segundos de defesa

AD: O quê? Não, peraí! Eu–

12• Mirotic, por que você escolheu a carreira de irritar o AD?

M: Bom, primeiramente vem a resposta acima.

13•AD–

AD: Como é que é? Só isso? Quer dizer…isso é profissão? E que primeiramente é esse, se não tem nem segundamente?

Eu exijo–

Seus 8 segundos de resposta acabaram

AD: Como assim? Você não me disse nada, seu bocó!

Última pergunta: últimas palavras?

M: Eu te odeio AD! (sorriso largo)

AD: Eu tô achando que isso foi tudo armação do pobre garoto que escreve.

M: Calado. Sorria! O gravador ainda tá ligado!

AD: Mas o gavador não pode nos ver…

M: Sim, mas o pobre garoto que escreve pode. Sorria!

AD: Mas–

M: SORRIA! (voz grossa)

AD: Até outro dia! (sorriso terrivelmente forçado)

—————————————————————————————————————

Bom…até que foi divertido. Muito baka, mas divertido…

Pelo menos pra mim.

Até uma próxima vez com o programa:

AD & M: ENTREVISTAS NONSENSE COM A POBRE CRIANÇA QUE ESCREVE!

Ei, vocês já deviam ter desaparecido.

AD & M: See y’all!

Não, esper–

(fora do ar)