Archive for the ‘Vlenduri Ouz’ Category

Portal de Selamento

Posted: 2012.Janeiro.17. in Vlenduri Ouz
Etiquetas:, ,

Nada.

Foi o que, repentinamente, Vlenduri Ouz sentiu.

-O que é o nada, Millena? – perguntou a sua assistente.

-Nada. – ela respondeu após refletir por alguns segundos.

-Mas se o “nada” é nada, então ele é alguma coisa, não?

Esse talvez fosse o passatempo favorito de Vlenduri: filosofar sobre coisas com as quais ninguém ao seu redor se importa.

Millena estava se dirigindo para a porta quando foi chamada novamente.

-Poderia me trazer um chá?

-Tem preferência quanto ao aroma?

-Não, não. Qualquer um serve.

-Com licença.

Na verdade, Vlenduri não gostava de chá, mas gostava de dizer que havia algo o incomodando. Essa cena havia se tornado uma rotina para os dois, tanto que Millena nem discutia mais.

Vlenduri era o sub-chefe do Portal de Selamento, uma prisão de segurança máxima. Pelo menos era o que diziam…

Nada.

Novamente, seu olhar vagou pela sala. Olhou sem ver. Quando voltou a si, viu uma luz se aproximando, caindo do céu.

-Oh! Uma estrela cadente! – bateu palmas e pulou para perto da janela – Pedido! Pedido! Hm…

Alguns segundos depois, a luz se tornou uma esfera de energia que atingiu o aposento mais alto do Portal de Selamento.

Vlenduri ficou um tempo pensando se aquilo realmente devia acontecer, mas olhou para os escombros caindo e deu de ombros. Uma voz anunciou pelos alto falantes que o comandante do Portal de Selamento havia sofrido um acidente.

-É…por motivos extraordina…nariamente biz…estr…normais! É, normais! O Sr. Ohkin foi…afastado do Portal de Selamento. Por favor, Sr. Ouz, assuma o comando do Portal…tipo…para sempre!!! – declarou a voz que parecia estar correndo de um bando de touros raivosos.

Vlenduri ouviu atentamente ao anúncio. Millena entrou na sala e viu o homem parado.

-Senhor…

-Millena, quem é esse tal de Ouz?

-O senhor…

-Não, não. Meu nome é Velnduri. Ouz é um nome estranho. Quem em sã consciência se chamaria Ouz?

-Senhor, seu nome é Vlenduri OUZ! – ela disse, dando ênfase no “Ouz” – Você, senhor, é o novo chefe do Portal de Selamento.

O homem ficou parado, olhando a assistente. Millena não tinha certeza se o chefe estava pensando ou se tina gases. Após uma longa pausa, Vlenduri soltou uma risada alta e divertida. Millena concluiu que eram gases.

-Ei, Millena, não é engraçado? Eu sou meu próprio chefe. – ele disse se recuperando do ataque de risos – Sou tão superior a mim mesmo que consigo ler meus próprios pensamentos!!!

-Senhor, não é assim que funciona. E todos conseguimos ler nossos próprios pensamentos.

Vlenduri soltou outra gargalhada. Millena começava a ficar preocupada se realmente fossem gases.

De repente, a porta se abriu e um homem de terno preto, óculos escuros e cercado de seguranças entrou. Jogou uma pasta na mesa e olhou para Vlenduri ferozmente com seus seis olhos esbugalhados.

-Sr. Ouz, como novo chefe do Portal de Selamento, é, agora, sua responsabilidade vigiar e garantir que nenhum dos prisioneiros escape do Portal.

-Sério? Que trampo…se eu soubesse não teria desejado pra estrela cadente. – sussurrou.

-Disse algo, senhor?

-Não, não.

-Tenho certeza que fará um ótimo trabalho – o homem sorriu sombriamente.

Nesse momento, o alarme soou e a voz desesperada anunciou novamente nos alto falantes:

-Ah, meu sagrado repolho! O prisioneiro AAA-000 quebrou o selo de proteção e conseguiu escapar! Por favor mantenham a calma! – ouviu-se uma explosão e a voz ficou mais esganiçada – Ele alcançou as celas superiores e continua subindo!!! Corram! Corram por suas vidas!!! – outra explosão.

-Como vão, senhores? – o prisioneiro AAA-000 cumprimentou – Agradeço por terem a pior guarda do mundo.

Um tempo depois, a energia foi cortada. Vlenduri sentou.

-Millena.

-Senhor?

-Aquele homem… – fez uma pausa, respirou fundo e continuou – Aquele homem roubou meu chá!

-É com isso que está preocupado? – ela gritou – Um dos criminosos mais perigosos está à solta e você se preocupa com a droga do seu chá, que, por sinal, você nem gosta!!!

-Por que está tão irritada?

-Você não ouviu nada do que acabou de acontecer?

-Sim, e daí? É só prendê-lo novamente, não?

-Se acha tão fácil, por que nao vai você? – Millena berrou e saiu da sala, seus olhos flamejando de fúria.

Vlenduri pensou na ideia, mas ela desapareceu de repente, dando lugar a coelhinhos felizes e saltitantes. Olhou pela janela. Aquilo tudo havia começado por causa do estúpido pedido àquela estrela explosiva. Não, o pedido não era estúpido, a estrela era.

-Estrela estúpida.

Ficou com raiva e quis bater em algo, mas uma ideia surgiu em sua mente, rápida e repentinamente.

-É isso! Por que não prender o criminoso com minhas próprias mãos? – disse sorrindo – Assim eu posso sair dessa sala mofada e cheirando a gases de mamute!!!

Acionou o interfone e chamou Millena.

-Millena, pode prepara uma mala com utensílios úteis para uma aventura? Obrigado. Ah! E prepare o melhor chá que tivermos em uma jarra grande, porque hoje eu vou sair à caça, e não volto até que capture aquele bizonho!

Vlenduri olhou para o horizonte. A lua começava a desaparecer, e o astro rei subia lentamente no céu.

Uma ótima hora pra começar uma aventura, ele pensou. Respirou fundo, mas se arrependeu, por causa do cheiro do aposento, e caminhou até a porta.

Millena entregou a pequena mala com vários objetos que achou serem úteis em uma aventura e a jarra de chá para seu chefe.

-Millena, o que é isso?

-Chá, senhor.

-Não, esse ponto preto…subindo…no meu…braço…

Vlenduri jogou tudo para o alto e correu porta a fora. Sem olhar para onde ia, acabou tropeçando e caindo do barranco.

-Estou bem! – ele gritou lá de baixo.

Millena suspirou e pegou sua mala. Não podia deixar aquela criatura acéfala viajar sozinha. Iria morrer antes de alcançar os portões.

Então, assim que Vlenduri escalou de volta o barranco, os dois saíram na mais fantástica aventura de todos os tempos…ou era o que todos esperavam…

The End…?

Minna-san!!!

Aqui apresento-lhes uma introdução alternativa para Vlenduri Ouz!

Novamente, podemos ver porque ele recebeu o título de “O mais idiota”.

Quem seria capaz de suportar tal criatura?

Será que eles conseguirão encontrar e prender o fugitivo AAA-000?

Quantas mais burradas Vlenduri conseguirá fazer ao longo da jornada?

Fiquem ligados para mais Vlenduri Ouz!!!

Jya ne~!